BlogConteúdo, novidades, informação, etc.

Arquivo de: janeiro 2018

Sua empresa ainda não investe em Auditoria Tributária?

Por | Compliance, Gestão Tributária, Oportunidades | No Comments

Sua empresa ainda arrisca ser pego de surpresa pela Receita por falta de cumprimento das obrigações tributárias? Deixe de correr esse risco e invista em um auditoria tributária para assegurar que tudo esteja em dia com a norma legal fiscal. Vale ressaltar que a auditoria tributária complementa a auditoria contábil auxiliando o trabalho do contador.

A auditoria tributária ainda permite que as empresas possam ter ao seu lado especialistas de alto nível que irão lidar com aspectos legais obrigatórios. Facilitando, portanto, a relação do contribuinte com o Fisco diante da evidente necessidade de adaptação por conta do projeto SPED.

Afinal, as autoridades Fazendárias estão cada dia fechando mais o cerco e aplicando sanções previstas por erros tributários. Dessa forma, é essencial identificar e corrigir o mais rápido possível qualquer erro para que a saúde da empresa não seja afetada e ela continue prosperando.

Além disso, sua empresa jamais deve ficar sem uma auditoria tributária pois por meio dela é possível encontrar as melhores oportunidades tributárias e também recuperar impostos pagos a mais ou indevidamente. Isso porque muitas vezes a contabilidade acaba ignorando o levantamento de créditos tributários que podem ser compensados ou reavidos e também incentivos fiscais.

Viu só quantos benefícios a auditoria tributária pode trazer para a sua empresa? Não corra mais riscos tributários e fiscais. Entre em contato com a  4True e fique tranquilo.

Como estabelecer um programa de Compliance Tributário?

Por | Variedades | No Comments

O Compliance Tributário funciona como uma série de recursos que uma  empresa deve  cumprir a respeito de regulamentos fiscais internos e externos. Isso porque o governo exige que uma empresa para funcionar cumpra regulamentações fiscais externas que envolvem leis, impostos tributários e suas repercussões econômicas.

Por isso, é importante estabelecer um programa para Compliance bem estruturado. Para que isso aconteça, o primeiro passo deve ser adotar uma Governança Corporativa que irá envolver uma série de práticas com foco em aumentar a confiança de acionistas, fornecedores, colaboradores, gestores e investidores. Tudo isso para alinhar os interesses com o objetivo de melhorar o valor  econômico de longo prazo da organização, possibilitando seu acesso a recursos e ainda contribuindo para a qualidade da gestão da empresa, sua longevidade e o bem comum.

Outra dica é criar uma matriz tributária que possa permitir um maior controle sobre os impostos e tributos para que a empresa se beneficie de uma alíquota menor de tributação. Ter uma agenda tributária também é de suma importância para que todas as obrigações principais e acessórias  sejam apresentadas no tempo correto. E claro não se deve esquecer de utilizar a tecnologia ao seu favor. Afinal, hoje existem programas que facilitam o trabalho do contador e evitam que muitos erros aconteçam.

E por fim, sempre monitore e promova auditorias internas ou externas para reavaliar de tempos em tempos o programa de Compliance Tributário. Assim, será possível identificar a partir disso novas lacunas que possam ter aparecido para então realizar novos planos para remediar eventuais problemas identificados.

Quais os maiores desafios da gestão tributária de uma empresa?

Por | Consultoria, Inovação | No Comments

Desde que a Constituição Federal de 1988 foi instaurada, cerca de trezentas mil leis tributárias foram editadas. Além disso, quase três milhões de atos administrativos normativos relacionados a tributos e impostos  foram editados pela Receita Federal  e Fazendas municipais e estaduais. Tudo isso faz com que um cenário cheio de desafios seja formado em relação a gestão tributária de uma empresa.

Dessa forma, a maior dificuldade encontrada quando se fala em manter o Compliance Tributário acontece porque é extremamente complicado acompanhar as publicações diárias que divulgam as mudanças das leis tributárias/fiscais. Uma pequena e simples modificação pode trazer prejuízos gigantescos para uma empresa. Os próprios contadores, muitas vezes, ficam com dúvidas sobre as variáveis na estrutura conceitual de vários tributos e por isso precisam harmonizar seu trabalho com um planejamento tributário.

Falando em planejamento tributário, este é outro desafio dentro das empresas. Grande parte o despreza e acaba tendo problemas. Um exemplo é a escolha do melhor regime tributário. Para que ele seja escolhido é preciso de uma análise cuidadosa para ver qual possibilidade mais se adequa a empresa para então optar pelo Simples Nacional,  Lucro Real ou Lucro Presumido.

Outro desafio que merece ser ressaltado é que cada estado possui uma legislação diferente. O ICMS, por exemplo, é afetado de acordo com as leis de cada unidade da Federação. Outros impostos da alçada do estado são IPVA e ITCMD.

Além disso, outro problema que dificulta a gestão tributária é a falta de um bom software  para auxiliar todo o processo. Os softwares facilitam o controle tributário ao reduzir as possibilidades de informações e cálculos errados e oferecer mais garantias de cumprimento das obrigações acessórias, inclusive do pagamento pontual dos tributos.

Vale ressaltar que ter uma gestão tributária eficiente faz com a empresa ganhe mais confiança no mercado pois a reputação fiscal é um ponto muito importante para a imagem de um negócio. Afinal,  aparecer na capa de um jornal, na imprensa ou nas redes sociais em um escândalo  fiscal pode trazer problemas com a visão dos consumidores, afetar as vendas, o posicionamento e até mesmo a sua marca como um todo. Por isso, deve-se garantir a transparência necessária na empresa e com todo o seu entorno.